Ocorreu um erro neste gadget

sábado, 8 de maio de 2010




Justiça com as próprias mãos...


"Eu andara tomando uma montão de vitamina-E nos últimos tempos. Eu tinha idéias próprias sobre o sexo. Era um tarado e me masturbava o tempo todo. Eu transava com Lydia, depois voltava pra casa de manhã e me masturbava. A idéia de sexo como algo proibido me excitava pra além de qualquer entendimento. Sexo era um animal tentando se impor ao outro. Nas punhetas, eu sentia que gozava na cara de todas as coisas decentes. Branco esperma pingando sobre as cabeças e almas dos meus pais mortos."

Nenhum comentário:

Postar um comentário