Ocorreu um erro neste gadget

domingo, 24 de outubro de 2010





God Bless America!


"A ganância humana não dá tréguas e desconhece limites. A sociedade americana considera o dinheiro um assunto muito mais sério que a própria morte, o que torna dificílimo conseguir alguma coisa a troco de nada. Não se ganha nada de graça neste mundo. Os comunistas que se danem. Na América quando surge algo bom, os ricos metem a mão e tiram de circulação até estragar ou mudar e só então deixam a gente tira uma casquinha. Mas aqui estou eu, malhando e pichando a América por ter corrido comigo. Um lugar onde sempre procuraram acabar com meu couro, cavar minha sepultura." 



Bukowski, "o que não se vendeu" 


"Onde entrei bem foi na venda dos direitos cinematográficos de Notas de um Velho Safado. Além de estar de pileque, me apareceram com uma buceta de dezoito anos, mini levantada até as cadeiras, salto alto e meias de seda. Fazia dois anos que eu não trepava. Seria capaz de assinar contrato até pela vida inteira. E provavelmente poderia ter entrado com um caminhão de mudança na vagina dela. O pior é que nem me lembro direito." 






Bukowski, "o humilde" 


"Sou um assassino, mas não vou matar ninguém, tenho classe: meu nome é Bukowski! Traduzido em SETE IDIOMAS! SOU O TAL BUKOWSKI! Para mim, a minha merda fede melhor, com exceção talvez de um cachorro. Pra falar a verdade, sou um gênio. Só que o único que sabe disso sou eu." 

Marketing Político 

"A compreensão e amabilidade são os princípios fundamentais do ideal democrático. Ah, eu simplesmente adoro a maneira como o Bobby Kennedy usa aquela deliciosa, gostosa, franja de cabelo tão sexy do lado daquela testa que é um amor. Vocês não concordam?"



Bukowski, "um gentleman" 


"Ah, que droga. Então sentei e abri a garrafa de uísque. Enchi dois copos comuns até a borda, tirei os sapatos, as meias, as calças, a camisa e peguei um dos cigarros dela. Fiquei sentado só de cueca. Sempre faço assim, logo de saída. Gosto de me sentir à vontade. Se a fulana achar ruim, foda-se. Porta da rua, serventia da casa. Mas elas nunca vão embora. Deve ser por causa do meu jeito. Tem umas que dizem que podia ser rei. Outras falam coisas bem diferentes. Fodam-se!" 

domingo, 10 de outubro de 2010






As maiores invenções da humanidade 

"Levantar da cama. Sempre tive ódio disso. Vivia afirmando: "- As duas maiores invenções da humanidade foram a cama e a bomba atômica; não saindo da primeira, a gente se salva, e , soltando a segunda, se acaba com tudo."





 Seu entusiasmo pela vida

"Cecília sentou e ficou olhando a gente beber. Sentia que eu lhe causava repulsa. Eu comia carne. Eu não tinha um deus. Eu gostava de trepar. A natureza não me interessava. Nunca votei. Gostava de guerras. O espaço sideral me entediava. Baseball me entediava. História me entediava. Zoológicos me entediavam."


Valentia

"- Você acredita em valentia?
 - Gosto de ver a valentia em tudo: pássaros, reptéis, humanos.
  - Por quê?
  - Por quê? Me faz sentir bem. É uma questão de estilo diante da falta total de sorte."





O que é ficção?

"- Ficção é a vida melhorada. "




Pega-pega

" - Por que você quer ter tantas mulheres?
  - O problema é com a minha infância. Nunca soube o quer era amor...e carinho. E aos vinte, aos trinta, também tive muito pouco. Estou brincando de pega-pega...
  - Você vai saber quando pegar a pessoa certa?
  - Tenho a impressão que ainda vai demorar o tempo de toda uma outra vida.
  - Você tá é cheio de merda!
  - É por isso que escrevo."



Igual ao Vinho

 "Era bom envelhecer, a despeito do que os outro diziam. Era razoável que um homem tivesse de esperar até os 50 anos pra poder escrever com alguma clareza. Quanto mais rios você atravessa, mais você aprende sobre eles - quer dizer, se você consegue sobreviver á água translúcida e ás rochas ocultas. De vez em quando, era um osso duro de roer, a vida."



Espelho, espelho meu...

"Descansei o fone e fui pegar um drinque. Quando voltava pro quarto, vi a minha pança refletida no espelho. Era feia, obscena. Como é que as mulheres me toleravam?"

  
Bukowski, "o pesquisador" 


"Eu conseguia inventar homens na minha cabeça, pois era um deles; mas, as mulheres, era quase impossível escrever sobre elas sem as conhecer de fato. Assim, eu as pesquisava intensamente, e sempre descobria seres humanos lá dentro. Deixava a escrita de lado. A escrita representava muito menos que o episódio vivido em si, até que terminasse. A escrita era apenas o resíduo."



Inocência


"- É verdade!  Você tem muito mais inocência que a maioria dos homens que eu conheci. 
- Num certo sentido, sempre fui virgem."







Dança


" É duro beber quando se dança. E é duro dançar quando se bebe." 

terça-feira, 5 de outubro de 2010



Velório


"Toda vez que vou a um funeral me sinto como se tivesse comido germe de trigo estufado." 





Pai Herói 


"O enterro de meu pai. Lembro que atravessamos a rua e entramos na casa mortuária. Alguém dizia que meu pai tinha sido um bom homem. Me deu vontade de contar a eles o outro lado. Que ele era um homem ignorante. Cruel. Patriótico. Com fome de dinheiro. Mentiroso. Covarde. Um impostor. Minha mãe só estava há um mês debaixo do chão e ele já estava chupando os peitos e dividindo o papel higiênico com outra mulher. Depois alguém cantou. Nós desfilamos diante do caixão. Talvez eu cuspa nele, pensei." 

domingo, 3 de outubro de 2010



American Woman 

"Me sentia bem fora dos Estados Unidos. A diferença era marcante. As mulheres eram mais bonitas, as coisas pareciam mais calmas, menos falsas."



Beleza Interior 


"A conversa rolou e as meninas cascateavam sobre homens, festas, dança e sexo. Glendoline tinha uma voz estridente, excitada, e um riso nervoso. Ria a toda hora. Era uma quarentona gorda e esculachada. Além disso, era simplesmente feia, igual a mim. Glendoline deve ter falado uma hora inteira sem parar, só sobre sexo. Comecei a ficar tonto. Ela sacodia os braços no ar: 
- EU SOU A MULHER SELVAGEM DAS MONTANHAS! OH, ONDE ESTÁ O HOMEM, O VERDADEIRO HOMEM CORAJOSO QUE VIRÁ ME ARREBATAR? 
- Bem, aqui seguramente é que não está - pensei." 



Hipódromo


"Passei pelo hipódromo. Dei olhada. Apenas um bando de velhos. Com grana. Como conseguiam? E de quanto se precisava? Todos nós morríamos falidos, e a maioria vivia assim. Era um jogo debilitante. Só calçar os sapatos pela manhã já era uma vitória."





Estraga Prazer


"Tem sempre alguém para estragar o dia da gente, senão a vida."